Ballet Teatro Paz

1 Junho 2013, 00H00

Quatro bailados distintos com coreografia Milagres Paz. Três peças de reportório e estreia do novo trabalho - Ausente - baseado no poema de Natália Correia, Na câmara de reflexão. Eu não sou deste mundo. Então de qual Planeta absurdo me acontece na vida Que o carimbo me põe de original E a minha estrela dá como perdida? Pelo condão de um humor filosofal Do estranho estado me finjo distraída. Num hífen entre o nada e o ideal Hasteio a farsa de coisa conseguida. Estranheza de ser. De agoniado Espanto sou feita num sonho naufragado. Tempo emprestado com um astro louco ao fundo. Sitiada por trevas não descanso De indagar minha essência e só me alcanço Na loucura de não ser deste mundo. Natália Correia http://balletteatropaz.com

Partilhar evento