Outros

Palcomédia

Festival de Comédia

9 Outubro, 21H30
Outros - m16
8.50€ Plateia

O Teatro Micaelense acolhe a 3ª edição do Festival de Humor “Palcomédia”, que, em princípio, vai ser muito melhor do que a 24ª edição, mas não tão boa como a 12ª.

Uma noite de stand-up, com alguns dos melhores comediantes dos Açores e convidados, que promete ser divertida, irreverente e politicamente incorreta, porque... pronto... se fosse corretamente política era capaz de não ser tão irreverente ou divertida.

Esta edição do festival contará com 5 comediantes: Hélder Medeiros, Rúben Branco, João Nuno Gonçalo, Tiago Rosa e Valquírio Barcelos.

 

Nos últimos anos, Hélder Medeiros tem-se destacado internacionalmente na área do entretenimento, sendo conhecido pelo nickname HELFIMED na Internet, onde conta atualmente com milhares de subscritores. Já faz comédia em palco há mais de 20 anos, ora em formato de sketch, ora em formato stand-up, e tem atuado um pouco por todo o país e estrangeiro.

Rúben Branco é um dos novos nomes do cenário da stand-up comedy portuguesa. Com 28 anos de idade, faz stand-up desde 2015 e já atuou com nomes como Rui Sinel de Cordes, Hugo Sousa, Fernando Rocha, contando com participações nos programas Pi100Pé e Levanta-te e Ri. Com uma controversa presença nas redes sociais, Rúben é um dos nomes mais disruptivos da nova escola do humor nacional.

João Nuno Gonçalo é um jovem de 25 anos, diagnosticado com Açorianite Aguda. É formado em Medicina, mas defende que rir não é o melhor remédio. No que toca a Antecedentes Pessoais, destacam-se o facto de ser músico e ainda comediante assumido, desde 2019, sendo que a par da stand-up comedy é membro do grupo de sketches "Os Cavaleiros da Távola de Queijos", guionista e criador do Podcast "Fala Agora" e autor das "Blicrónicas".

Tiago Rosa é membro ativo dos Tunalhos desde 2001, tendo escrito e atuado em vários trabalhos desde essa data. Faz parte do recente projeto “Os Presidentes da Junta” (programa lúdico-político semanal) e faz stand-up comedy regularmente, tendo-se estreado a solo no palco do Teatro Micaelense, em 2018. Numa palavra, ele é: “extrovertidamente tímido” e está a ficar cada vez mais careca.

Valquírio Barcelos é natural da ilha Terceira, mas reside na ilha de São Miguel há mais de 17 anos. Após ser membro dos Tunídeos, da banda lúdica Urkesta Filarmoka e de fazer algumas palhaçadas em vídeo para a internet, vai pela primeira vez experimentar fazer stand-up. O Teatro Micaelense ficará sempre na história como o local onde tudo começou e o próprio jura que contará isso no Madison Square Garden, lotado, em Nova Iorque, quando aprender a falar bem inglês e a ter mais alguma piada.

 

Partilhar evento