Auto da Compadecida

17 November 2016, 21H30

​O “Auto da Compadecida” conta as peripécias de João Grilo, um pobre mas esperto “amarelo” que vai sobrevivendo de “pequenos golpes”, ao lado do seu companheiro, amigo, quase irmão mas um pouco menos esperto, o medroso Chicó. É em Taperoá, uma pequena cidade do interior do sertão brasileiro, que as aventuras e desventuras de João Grilo e Chicó acontecem: um enterro religioso de uma cadela; um gato que “descome” dinheiro; porcas cheias de moedas; invasões de vingativos cangaceiros… Enfim, tudo serviu ao dramaturgo brasileiro Ariano Suassuna para expor costumes e fazer uma divertida e acutilante crítica social, onde nada nem ninguém escapa, desde a terra até ao Céu.
Alpendre, Grupo de Teatro | Auto da Compadecida
Texto | Ariano Suassuna
Adaptação e encenação | Valter Peres
Interpretação | Luís Cabral, Frederico Madeira, Evandro Machado, Maria Emília Lima, Valter Peres, Pedro Oliveira, Bráulio Brito, Ricardo Martins, Paulo Costa, Rui Nunes, Markus Trovão, Soraia Aguiar, Carla Soares, Pingo Grapiúna e Alexandra Teixeira
Assistente de encenação | Bianca Mendes
Assistentes de palco | Pedro Santos e Nuno Medeiros
Banda sonora original | Evandro Machado
Cenografia e figurinos | Valter Peres
Grafismo | Markus Trovão
Desenho de luz | Markus Trovão e Valter Peres
Técnica | Markus Trovão e Pedro Santos
Fotografia | Mike Maciel
Produção | Valter Peres
Organização | 17º Juvearte - Festival de Teatro / Associação de Juventude de Candelária
Coprodução | Teatro Micaelense

Share event