Others
Others

ATLANTIC ENCOUNTERS. A SYMPHONY OF CONFLUENCE.

Azores Festival

30 October, 21H30
Music - m6
10€ Stalls

Atlantic Encounters. A Symphony Of Confluence. (2021)
Dedicado ao Arquipélago dos Açores e ao seu Povo.
Desenvolvido, composto e interpretado por John Blum (piano) & Bertl Mütter (trombone)

 

John Blum

Nascido em Nova Yorque, em 1968, John Blum (pianista e compositor) estudou na Bennington College com Bill Dixon e Milford Graves, tendo continuado os seus estudos com Borah Bergman e Cecil Taylor.

Lenda do underground musical nova iorquino, Blum tem tocado um pouco por todo o lado — Estados Unidos, Europa, México, Canadá — e já trabalhou com nomes como Sunny Murray, Hamid Drake, Sirone, Charles Gayle, Marco Eneidi, Sabir Mateen, Daniel Carter, Denis Charles, Sonny Simmons, William Parker, Han Bennink, Tony Scott, entre muitos outros.

A solo, John Blum editou “Naked Mirror”, em 2001, e “Who begat Eye”, em 2009.

 

Bertl Mütter

Bertl Mütter nasceu em Steyr, na Áustria, em 1965, e, atualmente, trabalha como músico e compositor em Viena, em Steyr, e onde as digressões o levarem.

A sua música poderia ser apelidada de Slow Food para os ouvidos: apela à descoberta e recompensa generosamente quem a descobrir. O trabalho a solo é fulcral, frequentemente de música sobre música (a de Schubert, Schumann, Mahler, Wagner, Feldman, entre outros), mas Mütter também gosta de atuar com outros músicos (como o Ensemble der Radikalen Mitte – ERM) e com poetas.

Mütter possui um doutoramento em Composição. O seu exclusivo trombone Schagerl chama-se MUTHORNS.

Share event